Conheça a Importância do Aparelho Auditivo para Idosos

Admitir a necessidade de usar um aparelho auditivo não é fácil para ninguém. Imagine quando essa decisão deva ser tomada por um idoso. As famílias precisam se envolver no processo e isso acaba gerando uma resistência muito grande e as razões são as mais variáveis.

Desde acreditar que a perda auditiva é passageira, que não é nada grave ou mesmo por vergonha que será motivo para um capítulo à parte. No entanto, a chamada presbiacusia, ou seja, o envelhecimento das células auditivas é algo bastante comum de acontecer em toda a população mundial.

Afinal, assim como as células de outras partes do corpo, as ligadas à audição se deterioram com o passar do tempo. Assim, se torna comum que as funções do organismo, como visão, olfato, caminhar, digerir e outras não trabalhem mais com a mesma eficiência de antes.

No caso da perda auditiva por conta da idade, o mais frequente é que apareça a partir dos 60 anos. Além disso, esse problema não afeta apenas o ouvir em si, mas também outros aspectos importantes da vida, entre eles o bem-estar e as relações interpessoais.

Isso acontece porque a audição é parte essencial da nossa comunicação com as pessoas que estão ao nosso redor, sejam nos círculos profissionais ou nos sociais e familiares.

Aumento da qualidade de vida

Um benefício bastante utilizado pelos especialistas e também pelas pessoas que conhecem algum idoso que precise de um aparelho auditivo, é a melhora da qualidade de vida.

No entanto, existem outros benefícios a serem considerados:

Comunicação

A escolha do aparelho correto leva o idoso a apresentar uma melhor capacidade de comunicação. Afinal, nada pior do que não conseguir se comunicar de maneira completa.

Percepção sonora

Todo o processo de escuta do idoso também está diretamente ligada à capacidade de percepção sonora. Ou seja, ele precisa identificar não somente os sons graves e agudos, mas também identificar de onde vem o som ou mesmo a presença de ruídos. Isso vai fazer com que possa ter uma melhor orientação espacial, inclusive na rua.

Capacidade cognitiva

Mais do que permitir que o idoso consiga ouvir e se comunicar de forma natural com amigos e familiares, o uso do aparelho auditivo também contribui, principalmente com quem tem deficiência auditiva severa, para que seja pequena a possibilidade de surgimento de problemas cognitivos que podem, inclusive, levar a demência e doença de Alzheimer, entre outras.

Como funciona a perda auditiva em idosos

Não é uma regra que todos os idosos sofrerão com a perda auditiva em algum momento de suas vidas. O surgimento do problema está associado a diferentes variantes, como fatores hereditários e determinadas condições de vida.

Isto é, quem esteve mais exposto a ruídos durante o desempenho da sua atividade profissional, ao longo dos anos, pode ter maiores chances de desenvolver um déficit auditivo, por exemplo. Da mesma forma, o uso de alguns medicamentos aumenta as chances também.

A partir disso, a perda auditiva se manifesta de maneiras variadas. O idoso pode ter maior dificuldade em ouvir os sons agudos do que os graves, por exemplo. O contrário também é possível e mesmo um comprometimento igual para ambos os tipos de sons.

A questão é que esse problema atrapalha bastante a inteligibilidade da fala. Isso quer dizer que o idoso ouve, mas não entende o que foi dito. Isso leva a um comportamento bastante comum, que é o dele começar a pedir que os outros repitam o que falaram.

Essa atitude se torna recorrente e, não raro, pode causar desentendimentos entre o idoso e outras pessoas. Assim, é papel de todos os amigos próximos e familiares estarem atentos à perda auditiva dos entes queridos, para que possam estimular a busca de ajuda especializada.

form_cadastro

Por que idosos devem usar aparelho auditivo

Nem sempre é fácil para o próprio idoso perceber que está iniciando um quadro de perda auditiva. Isso acontece porque ele ouve os sons, entretanto, sem a clareza necessária e em um volume muito baixo. Além disso, existe o preconceito.

Afinal, há uma relação errônea de que, ao precisar de aparelho auditivo, a pessoa está velha e se tornando incapacitada. No entanto, ao deixar de usar o dispositivo, é isso mesmo o que pode acabar acontecendo, uma vez que o idoso vai se tornar dependente dos outros.

Além disso, a importância do aparelho auditivo para idosos se mostra de muitas outras maneiras. Entre elas, as principais são as seguintes:

  • Idosos que usam aparelhos auditivos vivem mais. Estudos realizados indicam que, quando a perda auditiva é compensada com o dispositivo adequado, além de terem melhor qualidade de vida, estão menos expostos a situações de perigo, como acidentes de trânsito decorrentes de problemas de audição;
  • Pesquisas apontam que idosos que não tratam o seu déficit auditivo correm risco maior de desenvolver demência e outros problemas associados à saúde mental;
  • Garantindo a boa comunicação com o uso de aparelhos auditivos, é possível manter a saúde dos relacionamentos pessoais, bem como evitar problemas no ambiente de trabalho.

Tenho vergonha em usar aparelho auditivo

Um dos grandes problemas que enfrente quem usa aparelho auditivo de um modo geral, mas principalmente os idosos, é a vergonha. Para os especialistas esse é uma questão que um psicólogo pode resolver com tranquilidade, na medida em que essa vergonha é um bloqueio emocional que pode ser quebrado.

Hoje, a possibilidade de contar com aparelhos discretos, e até invisíveis, com equipamentos altamente tecnológicos desfaz esse bloqueio. Ao mesmo tempo, é verdade que existem pessoas que precisam usar aparelho auditivo e ficam em estado de negação achando que uma mágica vai resolver o problema.

Nesse ponto, os familiares precisam estar muito atentos e observar o comportamento do seu idoso e entender em que momento a comunicação dele está comprometida em razão de perda auditiva.

A questão é que é preciso encarar esse medo e a vergonha de frente. Na maioria das vezes, a solução para um problema de audição é o aparelho e nesse sentido, como dizemos sempre, o fonoaudiólogo é a melhor pessoa para orientar e ajudar na escolha do dispositivo mais indicado.

Assim, cabe ao idoso e seus familiares a missão de encarar a deficiência auditiva de maneira prática. Sabemos que não é fácil, mas é preciso trabalhar no dia-a-dia, para deixar todo o contexto emocional em segundo plano. Ao mesmo tempo entender que o uso do aparelho auditivo é um processo que exige adaptação e que aos poucos a pessoa vai se acostumando.

Como convencer idosos sobre a importância de se usar aparelho auditivo

As razões para uso da prótese auditiva são boas justificativas na hora de convencer os idosos a aderir ao seu uso. Além de argumentar sobre a importância do aparelho, vale a pena salientar como os produtos estão modernos e oferecem uma fácil adaptação hoje em dia.

Por mais que seja necessário um período para que a pessoa se acostume com o uso do aparelho, é possível encontrar modelos extremamente confortáveis, muito eficientes e totalmente discretos, seja pelo seu tamanho diminuto ou cor da pele.

Para tanto, existem produtos de cores diferentes para combinar com os mais diversos tons de pele e cabelo. Também são simples de manusear e, quem deseja algo totalmente tecnológico, pode escolher os modelos com bluetooth, que podem se conectar aos celulares e televisores.

Já quem prefere apenas o básico, não terá dificuldade em achar o aparelho auditivo perfeito e que se encaixa às suas necessidades auditivas. Além disso, é importante buscar uma clínica que disponibilize o atendimento completo.

Mesmo depois de achar um produto perfeito, pode ser preciso realizar ajustes até que o aparelho ofereça a melhor audição possível, sem ruídos e interferências. Para tanto, é necessário ainda procurar profissionais qualificados e comprometidos, que farão exames de verificação e validação sobre o benefício do uso desses aparelhos auditivos.

Outra boa justificativa para o uso de prótese auditiva é o fato de o idoso conseguir manter a sua independência. Afinal, ao estar ouvindo em alto e bom som, ele pode ter mais autonomia para realizar as suas atividades cotidianas.

O idoso vai garantir ainda a sua privacidade e o perfeito convívio social com todos os que o cercam. Por fim, mas não menos importante, ao restaurar a qualidade do som e da fala que ouve, é possível que ele tenha uma vida normal e sem grandes mudanças. Para se manter bem informado sobre tudo o que está relacionado a sua saúde auditiva, não deixe de acompanhar o Centro Auditivo Viver pelas redes sociais:

Instagram | YouTube | Facebook

Para se manter bem informado sobre tudo o que está relacionado a sua saúde auditiva, não deixe de acompanhar o Centro Auditivo Viver pelas redes sociais:

Instagram | YouTube | Facebook

Faça um teste grátis

Cadastre-se e agende um teste grátis em uma das nossas unidades