banner header Sem categoria

Fones de ouvido causam surdez ou perda auditiva?

Será que o seu fone de ouvido pode causar surdez ou alguma perda auditiva? Você pode ser prejudicado enquanto ouve suas músicas? Infelizmente, essa chance existe. Mas vamos te explicar melhor!

Os fones de ouvido se tornaram acessórios indispensáveis no cotidiano. Seja na rua, no transporte coletivo, no trabalho ou em casa, o fone de ouvido sempre está presente de alguma forma.

Para quem trabalha com música, é praticamente impossível não fazer o uso dos fones de ouvido constantemente, afinal, muitos sistemas de som não conseguem lidar com a intensidade de alguns sons, e nesse momento os fones se fazem necessários. Alguns sons soam diferente com ou sem fones de ouvido e correm risco de sofrer alterações se forem reproduzidos em alto falantes.

Mesmo com os fones de ouvido sendo parte do nosso dia a dia, fato é que quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos têm riscos de sofrer perda auditiva por exposição prolongada e excessiva a sons altos, inclusive através de fones de ouvido.

Novas recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e a União Internacional de Telecomunicações (UIT)

Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a União Internacional de Telecomunicações (UIT) publicaram um novo padrão internacional para a fabricação e o uso desses dispositivos, afim de torná-los mais seguros.

Não precisa deixar de ouvir suas músicas e de usar seus dispositivos de áudio, mas nunca deixe de conferir se eles estão dentro das recomendações de segurança e, claro, se puder, não abuse dos fones de ouvido e utilize moderadamente.

Quais as recomendações de segurança para evitar que fones de ouvido causem perda auditiva?

Um padrão de segurança foi estabelecido com a iniciativa da “Make Listening Safe”, da OMS, buscando melhor o uso de dispositivos de áudio principalmente entre jovens, que mais frequentemente, são expostos a situações com excesso de barulho, assim como uso prolongado de fones de ouvido. Atualmente, os jovens ouvem música alta praticamente todos os dias, e isso está aumentando consideravelmente os casos precoces de PAIR (perda auditiva induzida por ruído).
Para evitar esses danos, a OMS recomenda que os fabricantes adotem os seguintes padrões:

  • O dispositivo deve conter informações orientando os usuários sobre práticas de seguras quanto ao uso de dispositivos de áudio.
  • Opções para limitar o volume, como controle parental e redução automática do som.
  • Perfil personalizado, com base nas práticas do usuário e que os informa o quão seguro esse dispositivo é para cada tipo de usuário.
  • Função de permissão de som: um software que rastreia o nível e duração da exposição do usuário ao som.

Graças à tecnologia, hoje temos recursos para reduzir o desenvolvimento de perda auditiva – ou surdez – por dispositivos de áudio, e também para ajudar quem teve já a audição comprometida. No Centro Auditivo Viver, você encontra algumas dessas soluções. Caso você tenha dúvidas se a sua audição está prejudicada, o Centro Auditivo Viver também conta com profissionais para te auxiliar da melhor forma e te ajudar a entender qual é o seu caso, além de te fornecer informações sobre as boas práticas de uso de fones de ouvido e demais dispositivos de áudio.

Outras recomendações para o bom uso de fones de ouvido e dispositivos de áudio:

  • Preste sempre atenção ao volume! O ouvido pode suportar de maneira contínua e sem danos a audição de até 80 decibéis, mas para garantir a integridade da audição, o ideal seria que o áudio fosse ouvido pela metade do nível de decibéis considerado seguro.
  • Mesmo sabendo dos riscos, muitas pessoas continuam a ouvir o som em um volume muito alto e até mesmo no volume máximo. Esse hábito pode causar a perda auditiva e outros problemas auriculares, e como já mencionado, a quantidade de crianças e adolescentes que têm esse hábito é cada vez maior, aumentando cada vez mais a ocorrência de danos à audição.
  • Segundo estudos de especialistas, aproximadamente 28 milhões de brasileiros sofrem de zumbido no ouvido. O zumbido costuma ocorrer em ritmo acelerado e se manifesta na cabeça e no ouvido, é um chiado que pode se assimilar à um som de apito, podendo ser intermitente ou contínuo. O fone de ouvido tem um ruído que provoca o zumbido, que é um dos sintomas da perda auditiva e problemas auriculares, e costuma ocorrer em casos de exposição frequente dos tímpanos à volumes altos.
  • Fones de ouvido com abafador de ruído são uma boa opção. Eles reduzem o ruído externo, permitindo que você escute uma música em um nível seguro de forma alta e clara.
  • Nunca durma com fones de ouvido. Por viverem em locais barulhentos ou para focar em alguma atividade, seja estudo ou trabalho, muitas pessoas usam o fone de ouvido para “substituir” esses sons externos o que pode causar perda auditiva. Um momento de silêncio no dia é fundamental para a sua saúde auditiva, principalmente no momento do sono. Não se esqueça que, assim como tudo no seu corpo, seus ouvidos também precisam descansar.
  • Sempre mantenha seus fones de ouvido ou qualquer outro dispositivo de áudio muito bem higienizados. Muitas pessoas esquecem de fazer essa higienização e podem correr riscos de contaminação e infecções auriculares, como a otite. Procure limpar bem os seus fones pelo menos uma vez na semana e da maneira correta, de acordo com as instruções do fabricante.

Para se manter bem informado sobre tudo o que está relacionado a sua saúde auditiva, não deixe de acompanhar o Centro Auditivo Viver pelas redes sociais:
Instagram | YouTube | Facebook

Para se manter bem informado sobre tudo o que está relacionado a sua saúde auditiva, não deixe de acompanhar o Centro Auditivo Viver pelas redes sociais:

Instagram | YouTube | Facebook

Teste grátis por 7 dias

Cadastre-se e teste nossos aparelhos auditivos gratuitamente.

ao se cadastrar, você concorda receber
ligações e e-mails do centro auditivo viver.

banner form

Posts relacionados

Faça um teste grátis

Cadastre-se e agende o seu teste hoje mesmo.